Theatro Municipal do Rio de Janeiro anuncia a Temporada de 2016

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro, vinculado à Secretaria de Estado de Cultura,divulga a sua Temporada de 2016,que leva a assinatura do Maestro André Cardoso. Mantendo o princípio de valorizar os cantores nacionais e de contribuir para alavancar a cadeia produtiva da música brasileira,a programação foi especialmente elaborada para proporcionar ao público atrações variadas,de diferentes épocas e estilos. Serão seis óperas apresentadas pelo Coro,a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal e solistas convidados com produções próprias,coproduções com o Theatro São Pedro,de São Paulo,e com a Companhia Ópera Livre e ainda uma remontagem em parceria com o Theatro Municipal de São Paulo. O Ballet do  Theatro Municipal  do  Rio  de  Janeiro irá executar quatro espetáculos, sendo um deles inédito. Coro e OSTM realizarão também cinco concertos sinfônicos com destaque para Alma Brasileira,espetáculo criado para o período dos Jogos Olímpicos Rio 2016 pelo grupo teatral catalão La Fura dels Baus, com música de Villa-Lobos.

Entre as novidades para 2016,estão o programa duplo Ópera + Balé – constituído de obras de ambos os gêneros com apenas um ato – e a série Ópera de Câmara em Concerto,com quatro títulos,um deles em primeira audição,apresentados por solistas da Academia de Ópera Bidu Sayão,do Coro e da OSTM. Os solistas dos corpos coral e orquestral do TM também se apresentarão nas séries Cameristas e Vesperais Líricas,ambas a serem realizadas na Sala Mário Tavares,novo nome do Teatro B,no Prédio Anexo. Teremos também o retorno da tradicional série Domingo no Municipal, com ingressos a preço popular e participação de sete orquestras convidadas e de alunos da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa. A exemplo do procedimento adotado na Temporada Segundo Semestre 2015,serão oferecidas duas séries de assinaturas tanto para ópera como para balé com descontos especiais entre 5 de dezembro de 2015 e 28 de fevereiro de 2016.

“Criar, preservar, difundir e ampliar o acesso à programação são as diretrizes que norteiam a temporada de 2016 e as ações que têm por meta colocar o Theatro Municipal em pleno funcionamento como produtor e palco de óperas, balés e concertos. A mais notória delas é,certamente,o anúncio da temporada com seis óperas, quatro balés, concertos e um espetáculo ópera + balé”,afirma João Guilherme Ripper,Presidente da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Nos Concertos serão apresentadas grandes obras corais sinfônicas do século XIX pelo Coro e a Orquestra Sinfônica do TMRJ,como o concerto de Abertura da Temporada,nos dias 4 e 5 de março,tendo no programa a Missa Solemnis em Ré maior Op.123 de Beethoven. Em abril será realizado o Requiem de Verdi. No mês de maio será a vez do concerto que celebrará 110 Anos de Radamés Gnattali (1906-1988). No mês de agosto serão apresentadas três récitas do concerto Alma Brasileira,conforme informado,com programa constituído por Floresta Amazônica,Bachianas Brasileiras Nº4 e Nº5 e Choros Nº1, Nº6 e Nº10,de Villa-Lobos. O último concerto,em dezembro,será 100 Anos de Nascimento de Alberto Ginastera (1916-1983) e de Antonio Estévez (1916-1988),comemorativo pelos centenários do argentino Ginastera ,com a Abertura para o Fausto Criollo e Suite Estância e do venezuelano Estévez  com a Cantata Criolla.

“Apostamos mais uma vez nas parcerias. Em 2016 serão duas coproduções de óperas, com o Teatro São Pedro de São Paulo e com a Companhia Ópera Livre. Com o Teatro Municipal de São Paulo a parceria engloba a troca de produções,comLa Bohème vindo para o Municipal do Rio e nossa La Sylphide sendo apresentada para o público paulista”,informa André Cardoso,Diretor Artístico da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Na temporada de Óperas estarão presentes desde títulos que são clássicos absolutos do gênero,como O Barbeiro de Sevilha de Rossini, e La Bohème de Puccini,até aqueles que pela primeira vez chegam ao Theatro Municipal, como Don Quichotte de Massenet, e Jen?fa de Janacek. Não poderia faltar também um título de compositor brasileiro,representado por Lo Schiavo de Carlos Gomes,e outro do século XVIII, que é Orfeu e Eurídice de Gluck. Completa o repertório a ópera Mozart & Salieri de Korsakov,apresentada em dupla com o balé Sheherazade. Na programação de Balés,teremos a remontagem de Apoteose da Dança,programa duplo de grande sucesso em 2015,formado pelas coreografias Age of Innocence,de Edwaard Liang,e Sétima Sinfonia de Uwe Scholz. Também teremos na temporada La Sylphide de Filippo Taglioni na versão de Pierre Lacotte. A produção contemporânea se faz presente em coreografias inéditas,especialmente encomendadas pelo Theatro Municipal a Luiz Bongiovani,Daniela Cardim e Rodrigo Pederneiras para compor Trilogia Amazônica,com música de Villa-Lobos. A programação de balés se encerra com o tradicional O Quebra-Nozes de Tchaikovsky,espetáculo que encanta diferentes gerações de frequentadores do Theatro Municipal.

 

Fonte: Jornal do Brasil

voltar

AATMRJ - Associação dos Amigos do Teatro Municipal do Rio de Janeiro 
Rua Senador Dantas, 19 sala 901
Centro - Rio de Janeiro
Cep - 20.031-203
Tels: 2259-8726 e 2239-9612
E-mail: atendimento@aatmrj.com.br

Desenvolvido por AIT

© Copyright 2001 -2017 - AATMRJ todos os direitos reservados